Campus Guarulhos • Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas

Philosophy Postgraduate Program

Democracia e Estado de Exceção

Democracia e Estado de exceção

 

Democracia e Estado de Exceção - Transição e memória política no Brasil e na África do Sul

Mesclando experiência do vivido e reflexão, e fundado em uma original comparação entre os processos de acerto de contas com as violências do apartheid sul-africano e da ditadura civil-militar brasileira, Edson Teles analisa o importante papel da memória e do perdão nas democracias contemporâneas. Na África do Sul, reconhecer que o passado de crimes do apartheid era condenável, e passível de perdão, permitiu uma ação política de reconciliação, essencial para pensar um futuro sem violência. O Brasil, sem ética do perdão nem discurso de responsabilização sobre os crimes da ditadura, preferiu calar-se diante das injustiças, criando uma silenciosa cultura política e social de impunidade. Evidencia-se, pois, o reconhecimento público da memória da violência como condição fundamental para a recomposição do laço social.

09 Sep 2020 18:49

Imanência e história a crítica do conhecimento em Walter Benjamin.

A obra 'Origem do drama barroco [ ... ]

Publicações
04 Sep 2020 15:00

O mundo contemporâneo é o do exílio e não o da pátria, o da errância e não o do lugar. Razão [ ... ]

Publicações
09 Sep 2020 19:14

Subjetividade e imagem: a literatura como horizonte da filosofia em Henri Bergson.
Esta obra investiga [ ... ]

Publicações

 

© 2013 - 2022 Universidade Federal de São Paulo - Unifesp
Estrada do Caminho Velho, n° 333 - Jd. Nova Cidade - Guarulhos - SP - CEP: 07252-312
Telefone: (11) 5576-4848 (como ligar)

Mapa do CampusSobre o portal  |  Comunicar erros no site